Qual a origem do seu comportamento financeiro?

Finanças é um tema dificilmente ensinado pelos pais ou debatido na escola ou até mesmo nas universidades. Os ensinamentos financeiros são passados de “pai para filho” de acordo com a situação financeira de cada família e econômica do país onde vivemos. Mas, infelizmente, junto com esses ensinamentos, vêm as CRENÇAS e os VALORES de cada um em relação ao dinheiro.

Frases como “o dinheiro não traz felicidade” ou “não podemos comprar isto, pois é muito caro” e até mesmo a “pobreza honrada”, que cria o mito de que “quem ganha muito dinheiro é desonesto” e enaltece a frase “somos pobres, mas somos honestos”, perpetuam-se durante anos na vida de uma pessoa como verdades que comprovam uma suposta realidade, nada verdadeira. Ao contrário, ainda que de forma não intencional, esses conceitos acabam criando padrões falsos e inconsistentes sobre o dinheiro e impactando diretamente na vida, tanto pessoal quanto profissional.

Com isso, estresse, ansiedade, medo ou desejo inconsciente de se livrar do dinheiro podem se tornar uma constante na vida de qualquer pessoa ao lidar com o dinheiro.

Uma das maneiras de compreender como esses relacionamentos inconscientes influenciam a nossa vida é identificar e observar o “tipo de relação” com o dinheiro, ou seja, qual é o arquétipo ativo que nos guia neste momento da nossa vida?

“Aprender a identificar e trabalhar com seu arquétipo em relação ao dinheiro exige que você olhe para o espelho de sua alma“ (Deborah Price, Terapia do Dinheiro), reavaliando o seu sistema de crenças a respeito do dinheiro, identificando a sua origem financeira e construindo a ponte entre o passado e o presente para que possa aprender a comandar seu futuro. Essa jornada permitirá se tornar mais consciente e esclarecido do seu poder de realizar o que deseja.

Descubra a sua relação com o dinheiro
By |2018-10-12T23:03:25+00:00março 4th, 2018|Comportamento financeiro|