A inconstância do dinheiro na vida empreendedora

Como lidar com esse modelo de gerar dinheiro

Muito temos ouvido falar sobre empreendedorismo. Tornar-se uma empreendedora e ter seu próprio negócio passou a ser um sonho de muitas mulheres, seja pela necessidade ou pelo desejo de mudar de vida e fazer o que gosta.

Na hora de avaliar as competências para se tornar uma empreendedora, é comum pensar em capacitação, planejamento, estrutura física ou digital, parcerias, fornecedores, contatos, etc.

Tudo isso é necessário, mas, na maioria das vezes, não se leva em consideração a parte emocional e a nova relação que se terá com o dinheiro. Essa relação, por si só, já desencadeia várias emoções e pode afetar diretamente o seu negócio.

É preciso rever o seu modelo de gerar dinheiro

Um dos grandes desafios de empreender é conseguir gerar dinheiro com o próprio negócio, principalmente se você vem de um modelo de salário, com carteira assinada e direito a férias remuneradas e 13o salário, além de vários outros direitos trabalhistas que te asseguram uma sensação de estabilidade e certeza do dinheiro. Digo sensação, pois, na verdade, o emprego sempre depende do interesse e necessidade do empregador.

Por outro lado, o seu negócio depende de você. E uma das características de uma empreendedora é a tendência ao risco, que pode ser desenvolvida. Mas, se você procura estabilidade ou segurança, irá encontrar uma barreira para levar adiante o seu negócio com tranquilidade e lidar com a inconstância do dinheiro nesse novo cenário.

Um exemplo é que, mesmo tendo se planejado e feito uma reserva financeira, você pode ficar muito ansiosa e preocupada com o fato de estar utilizando essa reserva para pagar as despesas enquanto não gera dinheiro para sustentar o negócio. Portanto, identificar a emoção por trás dessa sensação irá ajudar a lidar com esse modelo de gerar o dinheiro na sua vida.

Tenha clareza do seu negócio

Muitas vezes, não se tem consciência de alguns comportamentos financeiros envolvidos na hora de empreender. Saiba o que você precisa ter em mente quando o assunto diz respeito a dinheiro no seu negócio:

Ofereça solução e qualidade e saiba cobrar. Sem culpa ou vergonha. Um negócio não se sustenta sem dinheiro. E se não gera dinheiro, talvez não seja um negócio, mas apenas um hobby. Avalie.

Cuidado com as trocas e parcerias. Oferecer produto ou serviço gratuito é muito comum para “ganhar” clientes. Mas, por que você teria esse comportamento? Está com medo por não acreditar que tem valor ou está diante de uma oportunidade de ganhar dinheiro? Você não precisa ser aceita e nem deixará de ser querida pelo fato de estar cobrando. Você apenas está oferecendo um produto ou serviço. O seu negócio tem custos a pagar e a sua vida financeira pessoal também depende dele. E, sim, você merece ter dinheiro.

Você tem direito a receber uma remuneração pelo seu trabalho, mas essa remuneração é uma despesa para o seu negócio. Então, não se iluda. O seu negócio tem que ser rentável para poder te pagar.

Tenha uma conta corrente em um banco de sua preferência para receber e pagar as contas da empresa e outra para as contas pessoais. Misturar as contas irá te levar à desorganização e prejudicar tanto o negócio como a vida pessoal. Lembre-se: o negócio é seu, mas não é você.

Se surgir uma oportunidade de trabalho em outra área ou empresa, não se frustre por não seguir com o seu negócio. O importante é você poder trabalhar e gerar dinheiro, usando todas as suas habilidades e talentos.

Encare os erros e as falhas como oportunidades de aprendizagem e, no que diz respeito às finanças, planeje o orçamento para permitir que essas falhas aconteçam.

Por mais que você tenha uma excelente ideia, é fundamental encarar a realidade financeira de uma vida empreendedora e, assim, poder construir uma relação consciente e saudável com o dinheiro.


*Esse texto foi publicado originalmente no site Bella Mais.

Fabiana G. Mendonça Machado

Sou sócia-fundadora da MoneyMind® e especialista em comportamento financeiro. Trabalho com programas individuais, treinamentos e palestras com foco em comportamento financeiro, ajudando as pessoas a organizar a vida financeira e lidar com o dinheiro com mais liberdade e consciência.

Sou colunista do Bella Mais, um site dedicado ao universo da mulher em diferentes segmentos, e escrevo semanalmente textos relacionados ao comportamento financeiro ao público feminino.

Esse texto foi útil pra você? Escreva-me para contar: fabiana@moneymind.com.br.